Poções volta a zerar casos de covid-19; veja boletim


O Boletim epidemiológico desta segunda-feira (16), mostra que o município volta a zerar casos de covid-19.

Desde o inicio da pandemia Poções já registrou 85 óbitos por complicações da doença.

Poçoes: “Em nenhum momento houve decisão determinando a demissão de servidores efetivos contratados” Promotor Ruano da Silva Leite; Ouça


                                         Foto: Divulgação

Na última Quarta-feira (11), a Justiça determinou a suspensão imediata de todos os processos seletivos simplificados para contratação temporária no Município de Poções.

O promotor de justiça Ruano da silva leite explica como se deu o processo até a necessidade de entrar com ação civil pública contra o município.

Ouça:

O Promotor destacou ainda que o município vem agindo como se não precisasse cumprir a constituição federal e as leis, além de ser totalmente indiferentes a recomendações e determinações dos órgãos de controle.

Ouça:

O promotor de Justiça Ruano Fernando da Silva Leite afirmou que em nenhum momento houve decisão determinando a demissão de servidores efetivos contratados e alerta para as noticias falsas que vem sendo veiculadas no município e  região.

Ouça:

A administração municipal deve fornecer no prazo de 15 dias a relação dos servidores contratados e terceirizados do município, contendo nomes cargos vencimentos lotação datas de admissão e prorrogação de contratos dos servidores.

Poções: Funcionários foram as ruas protestar contra demissão; veja vídeo


Na tarde desta quinta-feira 12, funcionários públicos exonerados foram as ruas do centro protestar contra a decisão que os pegou de surpresa com demissão imediata.

Com gritos de “queremos trabalhar, queremos trabalhar”… centenas de “no momento desempregados”  protestaram cobrando uma resposta do executivo e legislativo municipal.

Mediante todo esse tumulto ocasionado em Poções, milhares de cidadãos se questionam  “de fato quem é, ou quais são os verdadeiros culpados pelo desemprego de centenas de pais e mães de família? 

Veja:

*Poções Urgente

Poções: Justiça determina suspensão imediata do processo seletivo


A pedido do Ministério Público estadual, a Justiça determinou a suspensão imediata de todos os processos seletivos simplificados para contratação temporária no Município de Poções, em especial aqueles regidos pelos editais 01/2022, 02/2022 e 03/2022. Além disso, deve dar ampla divulgação a essa suspensão dos processos seletivos em redes sociais e sites.

Na decisão, o juiz Ricardo Frederico Campos determinou também que a administração municipal forneça, no prazo de 15 dias, a relação de servidores efetivos, contratados e terceirizados do município, relacionando os nomes, cargos, vencimentos, lotações, datas de admissão e prorrogação.

O Município deve ainda comprovar a suspensão da ata de registro de preço no 017/2021 em relação aos serviços de apoio administrativo I, II e III, digitação, recepção, serviços de cadastro imobiliário e serviços de apoio à fiscalização de obras.

Aposentado por idade pode trabalhar com carteira assinada? estas e outras respostas com Dr. Hilton Júnior especialista em direito previdenciário; Ouça


Na entrevista desta sexta-feira à Rádio Povo, Dr. Hilton Júnior especialista em direito previdenciário respondeu várias questões como: aposentadoria híbrida, auxilio doença, beneficio por acidente de trabalho, aposentadoria definitiva dentre outras.

Dr. Hilton ainda esclareceu, para quem tem dúvida, sobra o que é a revisão da vida toda.

Ouça a entrevista na íntegra:

Poções: Secretário de saúde é exonerado do cargo


 O secretário de saúde de Poções Celso SchettinI foi exonerado do cargo nesta sexta-feira dia 6 de maio. A prefeitura do município não emitiu detalhes sobre o ocorrido.

Celso é ex-cunhado do deputado Fabrício falcão. Informações extra oficiais de bastidores apontam que a demissão pode ter relação com o fim do casamento do deputado com a irmã do ex-secretário.

O agora ex-secretário de saúde ainda não se pronunciou.

Veja publicação no diário oficial:

Poções: MP aciona Município para realização de concurso público


Ministério Público estadual ajuizou ação civil pública contra o Município de Poções para que  a Justiça determine a publicação de edital do concurso público de provas e títulos para o provimento de cargos eventualmente vagos e para cadastro reserva. Além disso, a ação requer que o Município promova a nomeação dos aprovados e a substituição de todos os funcionários contratados e terceirizados em desacordo com a Constituição da República e demais diplomas legais.

‘O Município de Poções age como se não precisasse cumprir a Constituição Federal e as leis, além de ser totalmente indiferente às recomendações e determinações dos órgãos de controle, em especial à medida cautelar deferida pelo Tribunal de Contas dos Municípios’, destacou o promotor de Justiça Ruano da Silva Leite, autor da ação civil pública.

O MP requer ainda a suspensão imediata de todos os processos seletivos simplificados para contratação temporária em curso, em especial aqueles regidos pelos editais de nos 01/2022, 02/2022 e 03/2022, realizando ampla divulgação no Diário Oficial do Municipio, no site da Prefeitura e em outros meios de comunicação; que o Município exiba a relação de servidores efetivos, contratados e terceirizados, relacionando os nomes, cargos, lotações e datas de admissão e prorrogação; e que exiba a comprovação da suspensão da ata de registro de preço no 017/2021 em relação aos serviços de apoio administrativo I, II e III, digitação, recepção, serviços de cadastro imobiliário, serviços de apoio à fiscalização de obras, serviço de orientação social, cuidador e educação social, conforme determinado pelo Tribunal de Contas.

Segundo o promotor de Justiça Ruano da Silva Leite, o Município de Poções não realiza concurso público há aproximadamente 15 anos. Durante esse período, o acionado ‘vem suprindo a necessidade do serviço, sem prévia criação de cargos públicos por lei formal, com sucessivos processos seletivos não excepcionais e terceirizações ilícitas’. Na ação, o MP requer ainda que o acionado encaminhe projeto de lei municipal, com pedido de urgência, para a regularização, com efeito retroativo, dos servidores efetivos aprovados em concurso público que atualmente não possuem cargos aprovados em lei formal, bem como, obedecidos os preceitos de responsabilidade fiscal, para a criação dos demais cargos que sejam do interesse da administração municipal.

Poções: 79ª CIPM realiza Operação Força Total – 4ª edição


Na manhã desta segunda-feira (02), a 79ª CIPM desencadeou mais uma Operação Força Total – 4ª edição.

A Operação, que ocorreu em todo o Estado da Bahia, teve como objetivo intensificar as ações e operações em caráter preventivo e de repressão qualificada de policiamento ostensivo a fim de potencializar as ações e operações policiais em andamento, maximizando assim o combate ao crime, especialmente o tráfico de drogas, crimes dolosos contra a vida, o patrimônio, porte e posse de armas e munições ilegais.

Fonte: 79ªCIPM, ASCOM.