Congresso terá novo intervalo de duas semanas com corredores vazios


Ainda sem pauta definida para o próximo período de “esforço concentrado” no Congresso Nacional, marcado para os dias 28 e 29 de agosto, deputados e senadores, até lá, devem deixar mais uma vez os corredores e plenário da Casa vazios, como é comum em ano eleitoral.
Em meio a articulações de campanha eleitoral nos estados, é consenso entre os parlamentares de que o momento não é de debater temas polêmicos que possam ter reflexo no resultado das urnas em outubro.

Prova disso foi o balanço da primeira semana de “esforço”, nos dias 7 e 8 de agosto. No primeiro dia, foram aprovados alguns projetos, mas no segundo, não houve quórum para votações.
No Senado, foram aprovados o substitutivo da Câmara 2/2018 ao Projeto de Lei (PLS) 618/2015, que tipifica os crimes de importunação sexual e de divulgação de cena de estupro, e o PLS 186/2018, que proíbe as companhias aéreas de cobrar valor adicional para marcação de assentos em voos operados no país.

Também foi aprovado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 112/2014, que assegura o atendimento, no âmbito do Sistema Único de Saúde, a famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade ou risco social sem a necessidade de comprovação de residência.
Para o fim de agosto, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), não quis adiantar a pauta.

Bahia: Seis partidos oficializam candidatos ao governo


Seis candidatos ao governo da Bahia foram oficializados nesse fim de semana. Os partidos realizaram convenções para oficializarem o anúncio. Os candidatos ao governo da Bahia cumpriram com antecedência o prazo  do Tribunal Superior Eleitoral. O calendário do TSE estipula que as convenções e oficializações devem ocorrer até este domingo (5). Foram homologadas as candidaturas de Célia Sacramento (REDE), João Henrique (PRTB), João Santana (MDB), José Ronaldo (DEM), Marcos Mendes (PSOL) e Rui Costa (PT). *Ronny Brayner – Jornalista

Gilberto Gil será ouvido por Moro como testemunha de Lula hoje


O cantor Gilberto Gil será ouvido como testemunha de defesa do ex-presidente Lula (PT) hoje (9) sobre o processo do sítio de Atibaia. O depoimento para o juiz Sergio Moro será por videoconferência.

O músico – que se apresentou ao lado de Chico Buarque no festival Lula Livre, no fim de julho – foi ministro da Cultura no governo do petista. Por Clara Rellstab

Política: TV Band transmite nesta quinta-feira (09) primeiro debate entre presidenciáveis


Com as eleições se aproximando, tem início a fase de debates entre os candidatos à presidência do Brasil. O debate da Band, que tradicionalmente é o primeiro, será realizado nessa quinta-feira (9), às 22 horas. Já foram confirmados para o debate os candidatos:  Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro(PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT). O PT recorreu à justiça para que Lula pudesse participar do debate, porém, o pedido já havia sido negado pela justiça ainda em julho. O PT então tenta colocar o vice da chapa, Fernando Haddad, para representar Lula no debate, a Band negou o pedido. Segundo o jornalista da emissora, Ricardo Boeachat, “não vindo o Lula, não pode vir alguém no seu lugar porque o debate é restrito a candidatos à Presidência da República declarados como tal, lançados como tal”.

‘Agora foi longe demais’: PT nega que Pabllo Vittar seja vice de Lula


Agora a cantora Pabllo Vittar foi longe demais. A equipe do ex-presidente Lula (PT) negou, nas redes sociais, que a artista vá ser vicer do petista. Uma montagem circula nas redes sociais e substitui o também petista Fernando Haddad pela drag queen.

O “desmentido” da equipe de Lula logo virou piada na web. A “parceria” ganhou elogios e muitos memes. “Pabllo Vittar está arrasadíssima com essa informação, parece que agora quem foi longe demais foi Lula”, brincou uma seguidora do petista.

Outros tantos garantiram que, mesmo se Pabllo fosse candidata, votaria na chapa. “Se for o Pabllo a gente também vota, tem problema não!”, diz um internauta.

45% dos eleitores se dizem pessimistas com eleição, diz Ibope


urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (2) mostra que quase metade do eleitorado (45% dos entrevistados) se diz “pessimista” ou “muito pessimista” com a eleição deste ano para presidente da República. De acordo com o instituto de pesquisa, o elevado pessimismo resulta em baixo interesse do eleitorado pelas eleições de outubro.

O Ibope afirma que, em geral, as mulheres estão mais pessimistas com as eleições deste ano do que os homens. Entre os eleitores do sexo feminino, 47% se declararam mais pessimistas na pesquisa. Apenas 18% das mulheres entrevistadas se disseram otimistas. Entre os homens, informou o Ibope, 43% se dizem mais pessimistas, enquanto 28% afirmam estar otimistas.

O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 21 e 24 de junho e ouviu 2 mil pessoas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Já o nível de confiança da pesquisa divulgada nesta quinta-feira, segundo o Ibope, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Governo Temer é desaprovado por 87,4% dos eleitores brasileiros, aponta Paraná Pesquisas


O governo do presidente Michel Temer (MDB) é desaprovado por 87,4% dos eleitores brasileiros, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (31) pelo Instituto Paraná Pesquisas. Apenas 9,1% aprovam a administração, enquanto 3,6% não sabem ou não opinaram.

O detalhamento da pesquisa aponta que 61,8% consideram o governo péssimo e outros 16,3% avaliam como ruim. Para 16,2%, a administração é regular. Por outro lado, 3,9% dos eleitores dizem que o governo é bom, enquanto 0,6% o classificam como ótimo. Do total de entrevistados, 1,3% não sabem ou não opinaram.

O levantamento ouviu 2.240 eleitores em 170 municípios de 26 estados e Distrito Federal, entre os dias 25 e 30 de julho. Com margem de erro de 2% e grau de confiança de 95%, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR-00884/2018.

Paraná Pesquisas: Bolsonaro lidera cenários sem Lula, mas perde para ex-presidente


O Instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta terça-feira (31) três cenários com nomes diferentes do PT para a presidência. Tanto na simulação com Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, como com o ex-governador da Bahia Jaques Wagner sendo candidatos do PT, Jair Bolsonaro (PSL) lidera, mas perde a dianteira quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece no levantamento.

Na primeira simulação (com Haddad), ele aparece com 23,6% das intenções de voto. Na segunda (com Jaques Wagner), Bolsonaro tem 23,5% da intenção de voto. Os petistas teriam 2,8% dos votos. Com Lula, se a eleição fosse hoje, o ex-presidente teria 29% dos votos, contra 21,8% de Bolsonaro. Os demais candidatos teriam menos de 10% das intenções de voto cada.

Ainda sem Lula, Bolsonaro iria para o segundo turno ou com Marina Silva (Rede) ou com Ciro Gomes (PDT), que estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais. A pesquisa mostra a candidata da Rede com 14,4% dos votos no cenário com Haddad e 14,3% na simulação com Jaques Wagner. Já Ciro tem 10,7% no cenário com Haddad e 10,8% na simulação com Wagner.

Mais da metade afirmou que “não votaria de jeito nenhum” em sete candidatos: Lula (54,1%), Jair Bolsonaro (54,3%), Marina Silva (55,2%), Ciro Gomes (58,9%), o candidato do PSDB Geraldo Alckmin(63,3%), Fernando Haddad (67%) e Henrique Meirelles (62,3%), ex-ministro da Fazenda e candidato do MDB.

A pesquisa foi realizada com 2.240 eleitores em 170 municípios. Registro no TSE: BR-00884/2018. Margem de erro: 2 pontos percentuais. Confiança: 95%.

TCM aprova, por unanimidade, a retirada dos terceirizados do índice de pessoal


O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) aprovou, por unanimidade, no plenário da corte nesta quarta-feira (25), a instrução normativa que orienta a retirada do gasto com trabalhadores terceirizados do índice de pessoal. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece como teto do gasto com funcionários das prefeituras 54% da receita corrente líquida do município. Com a decisão esse cálculo não computará mais os trabalhadores terceirizados. A decisão, aguardada pelos prefeitos, foi fruto de intensa articulação do presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, junto ao presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel. A expectativa com a nova instrução é reduzir o número de contas rejeitadas e as penalidades aplicadas aos gestores municipais.

José Dirceu relaxa em casa de amigo em Ilhéus após deixar prisão


Após deixar a prisão no dia 27 de junho, José Dirceu tem curtido seus momentos livres na Bahia. Em uma foto divulgada no site O Tabuleiro, o ex-ministro aparece sem camisa, com amigos, em Ilhéus, no sul baiano. Dirceu foi beneficiado por um habeas corpus da Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), que, por 3 votos a 1, entendeu que o ex-ministro pode responder ao processo em liberdade por haver chances de sua pena ser reduzida nos tribunais superiores — o julgamento foi marcado por um embate entre os ministros Dias Toffoli e Edson Fachin. O petista chegou ao município em voo particular no aeroporto Jorge Amado, acompanhado da esposa e filha. Dirceu se encontra hospedado na casa de praia de um amigo, empresário conhecido na região.