Eleições: Poções tem o total de 35.794 eleitores


 O município de Poções-BA tem o total de 35.794 eleitores assim distribuídos por zonas eleitorais:  O município tem o total de 35.794 eleitores assim distribuídos por zonas eleitorais: Zona Eleitoral:  059.   Eleitores: 35.794. Total de Eleitores da Cidade 35.794. Fonte dos dados eleitorais: Repositório de Dados Eleitorais do TSE (09/2018) Por sua vez a última estimativa do IBGE para Poções-BA indica uma população total de: 48.861 habitantes.
Número de eleitores por gênero no município de Poções-BA em 2018: Gênero  Eleitores Percentual, Feminino: 18.795 52,51% Masculino: 16.980 47,44%.

 

Prefeito vira réu por suspeita de fraude em licitações em Santa Brígida


O prefeito de Santa Brígida, no nordeste do estado, Clériston Santana Gomes (PT), responderá um processo por fraude em licitações ocorrida em 2013, quando iniciava o primeiro mandato. O gestor foi reeleito em 2016. Conforme decisão do desembargador Luiz Fernando Lima, Clériston Santana Gomes é acusado pelo Ministério Público de irregularidades na compra fracionada de produtos alimentícios do mesmo gênero para merenda escolar. Nestes casos, o MP diz que a legislação exige licitação para todo o ano letivo e não compra dividida, sem licitação, como teria ocorrido durante o ano de 2013. A decisão não prevê afastamento do cargo pelo gestor. Na defesa, Clériston Santana Gomes negou as acusações.

Médico veta participação de Bolsonaro em debate da Globo nesta quinta


 

Um dos médicos que atende o candidato Jair Bolsonaro (PSL), o cirurgião Antônio Macedo, afirmou nesta quarta-feira (3) ter vetado a participação do candidato no debate que será realizado pela TV Globo com os presidenciáveis, nesta quinta-feira (04). Após visitar Bolsonaro em sua casa, no Rio de Janeiro, Macedo disse que o político ainda não tem condições de se submeter a situações de desgaste, como um debate na TV. O médico contou que o candidato estava predisposto a comparecer ao evento, mas que acatou a recomendação e seguirá sem agenda de compromissos por sete a dez dias. Uma nova avaliação será feita na semana que vem. *UOL

Fake News: Justiça Eleitoral desmente mensagem de Whatsapp sobre votos nulos


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) desmentiu uma “Fake News” que circula em aplicativas de mensagem, como Whatsapp, sobre anulação de votos na eleição que irá ocorrer no próximo domingo (7). O TRE pede aos cidadãos que desconsiderem tal mensagem e não a compartilhem. “A nova mensagem que está circulando diz que caso o eleitor vote apenas para presidente, deixando os demais votos em branco, o voto será anulado, só computando o mesmo quando a votação é completa. É mentira”, diz o informe oficial.

No texto viralizado é dito: “Só um aviso aqui, galera. Ontem passei pelo treinamento para os trabalhos para a justiça eleitoral no próximo dia 7. Lembrem-se de votar em todos os candidatos. Se votar só em Presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. Logo, seu voto é anulado. Só computa voto válido quando o voto é completo. Questionei isso lá, dizendo que a sociedade não tinha ciência de que voto parcial não é computado como voto válido. Questionei indignado, mas a instrutora foi bem clara em dizer que não era computado. Logo, vamos ficar esperto. Repassem a todos”. (mais…)

É fake pesquisa com vitória no 1º turno no Brasil


Imagem com pesquisa da Universidade do Sul da Califórnia é falsa — Foto: Reprodução/Whatsapp

Circula nas redes sociais uma imagem que mostra uma suposta pesquisa feita pela Universidade do Sul da Califórnia apontando que não há previsão de segundo turno nas eleições presidenciais do Brasil. A imagem mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 61% das intenções de voto. Já Ciro Gomes (PDT) aparece com 12%, e Fernando Haddad (PT), com 7%. A imagem e a pesquisa são #FAKE.

A imagem falsa tem um gráfico com as intenções de voto dos três candidatos nos dias 15 e 21 de setembro e a seguinte mensagem: “O Instituto da Universidade do Sul da Califórnia — USC preocupado com as eleições no Brasil, realizou entre os dias 18 e 20/09/2018 sua própria pesquisa. Foram ouvidas 5 mil pessoas em todas as regiões do Brasil. Segundo o USC não há previsão de segundo turno nas eleições do Brasil”.

 A Universidade do Sul da Califórnia afirma que não realizou pesquisa sobre as eleições no Brasil e que a mensagem que está circulando é falsa.

Eleições: veja o que se pode fazer e o que é proibido até a votação


   Leis específicas orientam ações de eleitores e candidatos na       última semana de campanha

Cinco dias antes do primeiro turno e após 48 dias de campanha eleitoral, eleitores e candidatos devem estar atentos às leis que determinam o que eles podem ou não fazer na última semana antes do dia 7 de outubro, quando 147,3 milhões de brasileiros irão às urnas eleger os próximos presidente do Brasil, governadores, senadores, deputados federais e  estaduais. A partir de hoje, a prisão de eleitores, por exemplo, passa a ser proibida, salvo em flagrante delito, crime inafiançável  ou desrespeito a salvo-conduto.

“Nesse período (de terça a domingo), não podem ser expedidos mandados de prisão preventiva ou temporária. Apenas podem ocorrer prisões em flagrante, ou após o trânsito em julgado de uma sentença penal condenatória, por crime inafiançável”, explica Rafael Mattos, advogado eleitoralista e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep).

Já a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão vai até a quinta-feira (4), data que também é  limite para realização de debates em ambas plataformas. Os candidatos podem, no entanto, manter suas campanhas nas redes sociais.

As regras eleitorais fazem restrições tantos aos votantes como aos 27.025 candidatos do país. Se encerra no próximo sábado (6) o período para fazer propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som, além da distribuição de material gráfico e realização de carreata.

(mais…)

Poções: APLB sindicato realiza paralisação municipal hoje (01)


A APLB sindicato de Poções informa que por decisão da categoria não haverá aula nesta segunda-feira (01), nas escolas da rede municipal de ensino.

De acordo com a categoria, a paralização tem a seguinte pauta: Reajuste do piso que não foi concedido desde 2017, e os outros direitos garantidos no plano de carreira. Mudança de nível ampliação salarial de dezembro e incentivos a qualificação profissional.

O comunicado foi feito nas escolas na última sexta-feira.

A decisão por paralisação foi tomada na quinta (28) em assembleia.

Termina hoje prazo para emissão de 2ª via do título eleitoral


Termina hoje (27) o prazo para tirar a 2ª via do título eleitoral. A solicitação deve ser aberta no cartório da zona em que o eleitor está cadastrado. A 2ª via só é emitida se o eleitor estiver quite com a Justiça Eleitoral, sem débitos relativos a multas por ausência às urnas ou por ter violado o Código Eleitoral. A situação deve ser regularizada antes do pedido.

As multas em aberto devem ser quitadas por meio de uma Guia de Recolhimento da União, emitida pelo cartório eleitoral, com valores entre R$ 1,05 e R$ 35,14.

Bahia é o estado com mais eleitores com títulos cancelados


Em seguida, aparece São Paulo com 375.169 (1% do total de eleitores do estado). No Paraná, foram 257.941 títulos cancelados, o equivalente a 3,2% do total de eleitores.

Já no Ceará, a quantidade de cancelamentos foi de 234.487 (3,7% do eleitorado). Em termos porcentuais, depois da Bahia, o maior impacto aconteceu em Goiás, onde 4,9% dos títulos foram cancelados (219.426), e no Maranhão, onde a taxa de cancelamentos foi de 4,7% (216.576 títulos).

Ontem (26), o Supremo Tribunal Federal negou o pedido de liberação da votação dos eleitores que tiveram o título cancelado por não terem feito o cadastramento biométrico, apresentado pelo PSB. *Metro 1.

Pesquisa mostra Bolsonaro com 28% e Haddad com 22%


Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (24) para a corrida presidencial mostra os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) isolados em primeiro e segundo lugar, com 28% e 22% das intenções de voto, respectivamente. Assim, de acordo com o levantamento, se as eleições fossem hoje, Bolsonaro e Haddad disputariam o cargo de presidente da República no segundo turno.

No último levantamento Ibope, divulgado em 18 de setembro, Bolsonaro aparecia com os mesmos 28%, enquanto Haddad tinha 19%. Em terceiro lugar aparece o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que mantém os 11% registrados no levantamento anterior. Na sequência aparece o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PDT), que oscilou de 7% para 8% na preferência do eleitorado. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Ciro e Alckmin estão tecnicamente empatados. (mais…)