Governo divulga calendário de pagamentos do Bolsa Família em 2021


Foi divulgado nesta segunda-feira (11) pelo Ministério da Cidadania, o calendário anual de pagamentos dos benefícios do Programa Bolsa Família para 2021. As informações foram publicadas no Diário Oficial da União. Em janeiro, o pagamento será feito entre os dias 18 e 29.  

Programa com 14 milhões de famílias inscritas, o Bolsa Família paga os beneficiários conforme o dígito final do Número de Identificação Social. Os depósitos ocorrem sempre nos dez últimos dias úteis de cada mês. As datas já haviam sido divulgadas pela Caixa Econômica Federal, responsável por operar o Bolsa Família. Confira o calendário.

Poções: 29 novos casos de covid-19 são registrados nas últimas 24 horas


Nas ultimas 24 horas o município de poções registrou mais 29 novos casos de covid-19, segundo boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de saúde.

os casos ativos chegaram a 96 enquanto os considerados curados chegaram a 1221.

99 pessoas aguardam ser colhido o exame. o município contabiliza até agora 24 óbitos.

Conquista: Caminhão tomba na BR-116 e motorista fica gravemente ferido


Um caminhão que transportava uma carga de big bags contendo mucilon nestlé tombou por volta das 15h40 na BR-116, trecho de Lagoa de Zé Luiz, próximo à Vitória da Conquista.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) o motorista está gravemente ferido, preso às ferragens, ele foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Vitória da Conquista. A pista ficou completamente interditada nos dois sentidos. Fonte: Blog Resenha Geral

Apresentador do SBT morre aos 49 anos de coronavírus após minimizar doença


                                     Foto: TV Alterosa

O apresentador Stanley Gusman, da TV Alterosa, filial do SBT em Minas Gerais, teve a morte anunciada no último domingo (10) em decorrência de complicações da Covid-19.

A notícia foi confirmada pela Band TV, por onde o profissional teve passagem em sua carreira.

Gusman, de 49 anos, estava internado em estado grave desde o final de 2020. O apresentador por diversas vezes minimizou a gravidade do coronavírus durante a apresentação do ‘Alterosa Alerta’.

Em um vídeo que viralizou na internet, Gusman rebatia as declarações de Alexandre Kalil (PSD), que recomendava que os cidadãos não fossem visitar a família nas festas de fim de ano.

“Eu vou visitar meu pai, vou visitar minha mãe, e não vou matá-los. Eu acho um desrespeito o senhor falar isso em público. Se fosse assim, nós teríamos produzido, em outras circunstâncias, muitos outros problemas”, disse em referência as eleições de 2020.

Bahia diagnostica mais 1.649 infecções; há 6.875 casos ativos


Nas últimas 24 horas, a Bahia diagnosticou mais 1.649 contaminações pelo novo coronavírus. Na situação oposta, mais 1.570 receberam alta. Foram detectas mais 32 mortes causadas pela Covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado.

Em toda a pandemia, 512.841 infecções foram confirmadas, 496.542 pessoas foram recuperadas. Houve 9.424 morreram. Desde março do ano passado, 37.642 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Ainda sem o diagnóstico, 121.681 suspeitas de Covid-19 estão em investigação.

No total de mortes, 70,85% vitimaram pessoas com alguma comorbidade (outros males que potencializam os efeitos do novo coronavírus). Dos portadores de comorbidades que morreram, 73,61% tinham doenças cardíacas ou crônicas.

Entre aqueles que permanecem com a Covid-19, 1.254 estão internados – 711 necessitando de terapia intensiva. A taxa de ocupação hospitalar geral é de 62%. Em UTIs na rede SUS, a ocupação se situa em 66% (pediátrica) e 71% (adulto).

Jobson enaltece Santos: “Podemos bater de frente com qualquer time”


Mesmo poupando praticamente todos os titulares, o Santos conseguiu ir até o Morumbi e vencer o clássico contra o São Paulo, líder do Campeonato Brasileiro. Na entrevista depois do jogo, o volante Jobson, autor do gol da vitória, fez questão de destacar a força do elenco, muito menosprezado pela crítica.

“Quem fala que não temos elenco é imprensa e programas de futebol. Aqui não temos muitos consagrados. Alguns jogadores com história como Pará e Sánchez, outros muitos novos que buscam espaço no mundo da bola. Às vezes é melhor ter um elenco onde todo mundo corre junto, se ajuda, do que cheio de estrelas e às vezes não dá liga. Quando nos juntamos, podemos bater de frente com qualquer time”.

Sobraram elogios até para quem, na visão de Jobson, está fazendo o time santista “dar liga” esse ano. “O trabalho do professor Cuca nos dá confiança há muito tempo. Temos que engrandecer o trabalho dele. Transformou a equipe, e tiro o chapéu para ele. Chegaremos ainda mais fortes na quarta e vamos guerrear de novo contra os caras. Se Deus quiser estaremos nos abraçando no final”.

Jobson e o Santos focam suas forças agora na decisão da semifinal da Libertadores contra o Boca Juniors. O jogo será quarta-feira, 19h15, na Vila Belmiro e o Peixe precisa vencer para avançar para a final. O argentinos avançam com vitória ou empate com gols. Outro 0 a 0 leva a disputa para os pênaltis.

Mundo supera marca de 90 milhões de infectados pelo coronavírus


Já são mais de 90 milhões de casos de contaminação pelo novo coronavírus em todo o mundo. A marca foi atingida nesse domingo (10.jan.2021). Foram registrados 90.708.118 caso até as 5h30 desta 2ª feira (11.jan), segundo o medidor Worldometer. O número de mortes por covid-19 se aproxima dos 2 milhões: 1.943.544.

Os Estados Unidos são o 1º do ranking tanto em número de casos quanto em mortes. O Brasil está em 3º no número de casos, atrás da Índia, e em 2º no número absoluto de vítimas fatais.

País mais afetado pela pandemia, os EUA são responsáveis por quase 25% de todos os casos de covid-19 no mundo. Mais de 22 milhões de pessoas foram diagnosticadas com a doença. O país tem mais de 383 mil mortes.

O número de novos casos disparou a partir de novembro, quando muitos norte-americanos viajaram para celebrar o feriado de Ação de Graças. Novos recordes foram atingidos depois das festas de fim de ano.

Os EUA registraram, em 8 de janeiro, o número mais alto desde o começo da pandemia: 307.911 novos casos em 24 horas.

Coronavac tem 65,3% de eficácia na Indonésia e vacina é liberada


AMANDA PEROBELLI/REUTERS

A Agência de Alimentos e Medicamentos da Indonésia comunicou nesta segunda-feira (11) que a Coronavac, imunizante desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac contra a Covid-19, teve 65,3% de eficácia após testes clínicos realizados no país. Os resultados são preliminares.
“Esses resultados atendem aos requisitos da Organização Mundial da Saúde de um mínimo de eficácia de 50%”, disse Penny K. Lukito, que dirige a agência reguladora de alimentos e medicamentos do país, observando os resultados de ensaios no Brasil e na Turquia.
Conforme as autoridades locais, a Indonésia recebeu 3 milhões de doses da Coronavac e deve ser contemplada com cerca de 122,5 milhões. O país asiático contabiliza 836.718 contaminados por covid-19 e 24.343 mortes.
BUTANTAN
Na semana passada, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que a eficácia da Coronavac em território nacional foi de 78% para casos leves e de 100% para casos graves, internações e mortes nos voluntários. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan, que solicitou o uso emergencial da vacina à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na quinta-feira (7). A Anvisa, no dia seguinte, informou que faltam informações e documentos necessários para “viabilizar a avaliação, conclusão e a deliberação sobre a autorização de uso emergencial das vacinas”. Nova variante do coronavírus achada no Japão tem 12 mutações
O Instituto enviou mais informações durante o fim de semana e destacou que o prazo de dez dias para aprovação do uso emergencial contina valendo.
Neste domingo, Doria cobrou agilidade da Anvisa para a autorização de uso da vacina. Por uma rede social, o tucano lembrou que o Brasil perde quase mil pessoas por dia devido à pandemia.
“É preciso senso de urgência da Anvisa p/ liberação da Vacina do Butantan. Ritos da ciência devem ser respeitados, mas devemos lembrar que o Brasil perde cerca de mil vidas/dia para a Covid-19. Com a liberação da Anvisa, milhões de vacinas que já estão prontas poderão salvar vidas”, disse o governador paulista.

Caixa libera a mais 3,5 milhões o saque da última parcela do auxílio


LUIS LIMA JR/FOTOARENA

A Caixa Econômica Federal libera nesta segunda-feira (11) o saque em dinheiro da última parcela do auxílio emergencial para 3,5 milhões nascidos em maio, que fazem parte dos ciclos 5 e 6 de pagamento. Já foram depositados mais de R$ 2,3 bilhões para esse grupo em conta poupança digital movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. A partir de hoje, o valor que ainda não foi gasto pode ser resgatado ou transferido.

Do total, R$ 2,2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão, de R$ 300, e o restante, às parcelas do auxílio emergencial de R$ 600.

Como sacar

Para retirar o dinheiro, o banco orienta que é preciso fazer o login no app Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o beneficiário deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

A opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital continua disponível para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Segundo a Caixa, os valores creditados na conta poupança digital e não movimentados no prazo de 90 dias, no caso do auxílio emergencial, ou 270 dias, no caso do auxílio emergencial extensão, são devolvidos à União. Para o público que faz parte do Programa Bolsa Família, as parcelas têm validade de 270 dias. (mais…)

Eleitor tem até esta semana para justificar ausência no 1º turno


O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta semana para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições.

O prazo vence na quinta-feira (14) para quem faltou ao primeiro turno das eleições municipais 2020. Para o segundo turno, o limite é 28 de janeiro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que a justificativa seja feita, preferencialmente, por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistemas operacionais Android ou iOS.

O procedimento pode ser feito também pela internet, por meio do Sistema Justifica. Ou ainda de modo presencial, no Cartório Eleitoral. Em qualquer um dos casos, o eleitor precisará preencher um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), descrevendo por que não votou. O TSE pede que seja anexada documentação que comprove a razão da falta.

Isso porque o RJE pode ser recusado pela Justiça Eleitoral, se a justificativa não for plausível ou se o formulário for preenchido com informações que não permitam identificar corretamente o eleitor, por exemplo.

Se tiver o requerimento negado, para regularizar a situação o eleitor precisará pagar a mesma multa de quem perdeu o prazo para a justificativa. O valor da multa pode variar, de acordo com o estipulado pelo juízo de cada zona eleitoral. Existe a possibilidade de o eleitor solicitar isenção, se puder comprovar que não tem recursos para arcar com a penalidade.

Cada justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral. Ou seja, se não tiver votado no primeiro e no segundo turno da eleição, terá de justificar a ausência de cada um, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos de cada turno.

Nas eleições 2020 foi registrada abstenção recorde tanto no primeiro (23,14% do eleitorado) quanto no segundo (29,5%). Quando foram realizadas as votações, o Brasil tinha 147.918.483 eleitores aptos a votar.

A justificativa para a ausência é necessária porque o voto é obrigatório para quem tem entre 18 e 70 anos, conforme o Artigo 14 da Constituição. Quem não justificar e não pagar a multa para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral fica sujeito a uma série de restrições legais, impedido de:

– obter passaporte ou carteira de identidade;

– receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

– obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de Previdência Social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

– renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;

– obter certidão de quitação eleitoral;

– obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.