Líder dos caminhoneiros diz que alta no preço dos combustíveis é mais grave que em 2018


Um dos líderes da greve dos caminhoneiros de 2018, Wallace Landim, conhecido como Chorão, disse ao Painel que a categoria não aguenta mais os seguidos aumentos no preço dos combustíveis e classifica a situação atual como pior que a do ano da paralisação nacional.

O representante da categoria elogia a iniciativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), em levar para o Congresso o debate sobre o tema e critica o presidente Jair Bolsonaro por não assumir a frente no debate e transferir responsabilidade aos estados.

Landim participa na quarta (13) de uma audiência pública na Câmara dos Deputados que vai reunir os caminhoneiros e representantes dos ministérios da Economia e Minas e Energia, da Petrobras e da Agência Nacional de Petróleo.

“Precisamos que o governo chame a responsabilidade e pare de transferir para os outros. A gente vem lutando desde a greve de 2018 pela mudança da política de preços. A narrativa do presidente na campanha era em defesa dos caminhoneiros e nada disso foi feito”, afirma.

INSS alerta contra golpes que prejudicam aposentados


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alerta para alguns tipos de golpe contra aposentados e pensionistas. Essa prática se tornou comum nos últimos anos em várias regiões do país. svg%3Esvg%3E

A maioria das situações ocorre por meio de ligação telefônica aos segurados ou envio de mensagens por e-mail. Além de dados pessoais, os estelionatários também pedem a transferência de dinheiro para a liberação de supostos benefícios.

Segundo o INSS, em um desses golpes os criminosos têm se passado por integrantes do Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) visando pedir a transferência de dinheiro para liberar supostos valores de benefícios atrasados.

(mais…)

Jequié: Chuva e ventania causam transtornos e vias ficam alagadas


Foto: Reprodução / Jequié Urgente

As chuvas que caíram na tarde desta terça-feira (12) em Jequié, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano, deixaram ruas alagadas. Ventou forte também na cidade. Com as precipitações, vários locais foram afetados, como a Feirinha do Joaquim Romão, Avenida Santa Luzia, Centro de Abastecimento Vicente Grillo, Mandacaru, Terminal Rodoviário da cidade, entre outros pontos.

Segundo o Jequié Urgente, a água também invadiu lojas e casas. Por meio de nota, a prefeitura informou que moradores podem ligar para a Ouvidoria Geral do Município em caso de alagamento, risco de deslizamento ou solicitação para ajuda através dos números 0800 071 1710, via ligação gratuita, e (73) 3526-8039.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia [Inmet], há previsão de mais chuvas para esta quarta-feira (13), com possibilidade de trovoadas pela tarde. A temperatura varia entre a mínima de 20° e a máxima de 28°.

Guedes diz que auxílio emergencial só será estendido se houver nova variante da Covid


O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (12) que o governo só considera estender o auxílio emergencial se surgir uma nova variante da Covid-19 no país. O benefício teve sua última parcela paga em 31 de outubro.

“Se tivermos um aumento na doença, faremos o mesmo que antes: nós aumentaremos os gastos com proteção para os mais vulneráveis. Mas não é isso o que está acontecendo, com vacinação em massa e volta segura ao trabalho”, disse.

Agressões contra crianças e adolescentes chegam a quase 120 mil


 

No data em que se comemora o Dia da Criança (12), o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) divulgou que o Brasil alcançou a marca de 119,8 mil denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes entre os meses de janeiro a setembro deste ano. Os números são do Disque 100. No ano passado inteiro o total de denúncias chegou 153,4 mil.

Em cerca de 66% dos casos, a agressão ocorre dentro de casa (79.872). De acordo com o levantamento, a agressão vem principalmente dos pais:  51.293 das agressões foram praticadas pela mãe e 20.296 pelo pai. O levantamento não especifica o tipo de agressão sofrido.

Especialistas apontam alguns sinais para identificar se uma criança está sendo abusada. Confira os principais deles:Saiba o que observar para garantir  proteção às crianças

“É um número muito alto. Precisamos dar um basta na violência, principalmente contra crianças e adolescentes, que são o futuro da nossa nação. Para vencer essa situação, devemos denunciar os casos, cobrar ação das autoridades responsáveis e conscientizar as famílias”, destaca a ministra Damares Alves.

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) tem diversos canais para que qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes possa ser denunciada.

Saiba o que observar para garantir  proteção às crianças

Como denunciar:

O governo federal disponibiliza diversos de canais para atendimento às vítimas do abuso infantil. Entre eles está a Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, que funciona por meio do serviço Disque 100 e que conta agora com números no WhatsApp e Telegram (basta apenas digitar Direitoshumanosbrasilbot no aplicativo).

A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do governo federal tem uma cartilha com informações sobre abuso sexual. Nela constam informações como os conceitos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, mitos e verdades sobre esses crimes, métodos do agressor e perfil das vítimas. Fonte: Agência Brasil.

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial


Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em junho podem sacar a sexta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 28 de setembro.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150. (mais…)

Pandemia derrubou em 35% número de consultas oftalmológicas


A pandemia de covid-19 afetou de forma significativa o número de consultas e cirurgias relacionadas à visão no âmbito Sistema Único de Saúde (SUS) em 2020. De acordo com dados apurados pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a partir de registros do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS, cerca de 3,7 milhões de consultas deixaram de ser realizadas, uma queda de 35%. No caso das cirurgias, houve uma redução de 390 mil procedimentos, redução de 27%. A comparação é em relação a 2019, ano pré-pandemia.   

Sem a realização de consultas e exames para detectar problemas logo na fase inicial, milhares de pessoas foram prejudicadas. “Certamente, elas receberão um laudo sobre o estado de sua saúde ocular com os problemas instalados em estado mais avançado. Desta forma, o controle dessas doenças fica mais complexo e difícil, com aumento da possibilidade de comprometimento da visão, seja total ou parcial”, avalia o presidente do CBO, José Beniz Neto.

Consultas

(mais…)

PRF apreende 22 m³ de madeira nativa transportada ilegalmente na zona rural de Jitaúna


Polícia Rodoviária Federal (PRF) segue combatendo os crimes ambientais na Bahia. Por volta das 16h de segunda-feira (11), no quilômetro 812 da BR-330, em Jitaúna, equipe da PRF visualizou um caminhão M.Benz/L 1113 transitando em atitude suspeita, o que chamou a atenção dos policiais.

Durante a fiscalização verificou-se que no compartimento de carga era transportada 22 m³ de madeira nativa da mata atlântica, porém, o condutor confessou não possuir a documentação exigida para esse tipo de carga como a Guia Florestal (GF) e o Documento de Origem Florestal (DOF), prevista na IN 21/2014 do Ibama.

Considerando o ocorrido, o motorista de 45 anos, assinou o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por meio do qual se comprometeu a comparecer perante o Juizado Especial Criminal, para responder pelas suas condutas com base na Lei de Crimes Ambientais e mais as infrações administrativas. O veículo e a carga foram recolhidos no pátio contratado da PRF e estão à disposição dos órgãos ambientais para os procedimentos administrativos.

“Clube mais rico do mundo”: saiba o tamanho da fortuna do novo dono do Newcastle e os jogadores que entraram na mira do clube


Mohammed bin Salman, de 36 anos, administra as finanças do estado saudita. Ele tem uma fortuna estimada em cerca de 18 milhões de dólares (cerca de R$ 100 bilhões). Juntos, a família de Mohammed bin Salman e o estado saudita, que administra o fundo comprador do Newcastle, conta com valores que chegam na casa do trilhão: 1,4 trilhão de dólares (quase R$ 8 trilhões). Agora, vamos aos nomes que estão na mira do Newcastle!