Bahia negocia distrato com zagueiro; mais quatro podem ser afatados


O decano do elenco do Bahia, o zagueiro Lucas Fonseca está de saída do clube. O distrato do zagueiro com o clube foi anunciado na terça-feira (19), primeiro dia do retorno dos profissionais de imprensa ao CT Evaristo de Macedo, em Camaçari. Atualmente na reserva, ele cumpre terceira passagem no tricolor, onde estreou em 2012. Ainda que não haja acordo, o contrato do zagueiro se encerra em dezembro e não deve ser renovado

Mas o enxugamento no elenco não deve parar no veterano defensor. Segundo informações da rádio Transamérica, os volantes Pablo e Galdezani, o meia Óscar Ruíz e o atacante Thonny Anderson foram afastados do elenco principal. O quarteto afastado integra as 19 contratações feitas este ano. O meia paraguaio tem contrato longo com o clube.

A assessoria do clube informa que o grupo treina com atletas do grupo de transição, mas podem ser requisitados pelo treinador a qualquer momento.  Na semana passada, o presidente do clube, Guilherme Bellintani, negou que houvesse intenção de rescindir com Lucas Fonseca e disse que qualquer negociação neste sentido respeitaria a história do atleta no clube. Com informações do GE Bahia

Influencer morre em acidente semanas após prever própria morte


A influenciadora digital Paige Rice, de 22 anos, morreu em um acidente de carro algumas semanas após falar sobre a própria morte. As informações são do jornal The Sun.

De acordo com a publicação, o acidente foi registrado na manhã de ontem (17) em Liverpool, Inglaterra. O carro era dirigido pelo namorado de Paige no momento da colisão. A polícia local informou que está investigando para descobrir as reais circunstâncias do acidente.

Segundo o jornal, eles foram atendidos em um hospital com ferimentos múltiplos, mas a influencer não resistiu. O namorado continua internado e um taxista de 40 anos, também envolvido no acidente, permanece em estado grave.

Em entrevista ao jornal Birmingham Live, a mãe de Paige afirmou que as duas conversaram recentemente sobre a morte da influencer. “Ela me disse que, se ela morresse, seria importante lembrar que ela viveu a vida em plenitude absoluta. E ela assim fez”, relembrou.

Brasil tem 183 mortes e 21,6 milhões de casos do coronavírus em 24 horas


Desde o início da pandemia de covid-19, 603.465 morreram pela doença no Brasil. Em 24 horas, as autoridades de saúde registraram 183 novas mortes. Ainda há 3.099 falecimentos em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação sobre se a causa foi covid-19 ainda demanda exames.

O total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia alcançou 21.651.910 no Brasil. Entre ontem e hoje, as secretarias estaduais e municipais de saúde confirmaram 7.446 novos diagnósticos de covid-19.

Ainda conforme as autoridades de saúde, há 235.037 casos em acompanhamento, de pessoas que estão com o quadro de covid-19 confirmado.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no balanço diário desta segunda-feira (18). A atualização sistematiza as informações sobre casos e mortes levantadas pelas secretarias municipais e estaduais de saúde.

Até esta segunda-feira, 20.813.408 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 96,1% das pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus desde o princípio da pandemia.

Os números em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Nas terças-feiras em geral há mais registros por causa da atualização dos dados.

Estados
Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (151.129), Rio de Janeiro (67.584), Minas Gerais (55.218), Paraná (39.877) e Rio Grande do Sul (35.196).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.842), Amapá (1.989), Roraima (2.018), Tocantins (3.834) e Sergipe (6.022).

Vacinação
No total, até o início da noite desta segunda-feira, o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 260,3 milhões de doses da vacina contra a covid-19 no Brasil, sendo 151,4 milhões da primeira dose e 108,8 milhões da segunda dose e dose única.

O Ministério da Saúde passou a disponibilizar os dados sobre vacinação em novo endereço. Do painel, foram retiradas as informações sobre a distribuição de doses. Consultado pela Agência Brasil, o ministério justificou a mudança com uma melhoria do sistema.

Cooperativa de pequenos cacauicultores baianos exportam para Suíça


Pequenos produtores de cacau da Bahia exportaram exportaram a massa de cacau para a Suíça, onde a matéria-prima será aproveitada na produção de chocolates finos. A venda ocorreu por meio da Coopercabruca, associação que começou com 12 membros e atualmente reúne 36 cooperados. A internacionalização teve o apoio do Sistema Faeb/Senar, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb).

“Uma exportação pequena, mas cheia de simbolismo por se tratar de uma venda de um produto semiacabado para um país reconhecido internacionalmente como produtor de chocolates de primeira. Isso atesta a qualidade do nosso produto”, avalia Orlantildes Pereira, produtor do fruto e um dos idealizadores da Coopercabruca. O nome da cooperativa é inspirado no sistema cabruca, a lavoura sob floresta, sobretudo a Mata Atlântica.

Segundo o cooperado, o aprendizado técnico ofertado pelo Senar “nos despertou para algo que precisávamos, e a parceria com o Senar permanece até hoje. Na área de assistência técnica, por exemplo, temos o apoio imprescindível para o aumento da nossa produtividade e da qualidade das nossas amêndoas”.

O presidente do Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda, destacou a importância do associativismo para inserir o pequeno produtor na rota comercial. “A partir do momento em que se une, via cooperativa, ele se fortalece porque passa a ter volume para negociar preços de insumos, reduzindo o valor da produção e, consequentemente, agregando valor ao seu produto”.

Nascidos em novembro e dezembro podem sacar auxílio emergencial


Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em novembro e dezembro podem sacar, a partir desta terça-feira (19), a sexta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal no último dia 2, para os aniversariantes de novembro, e 3, para os nascidos em dezembro.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Com o saque de hoje, está concluída a fase de retirada da sexta parcela do auxílio emergencial. Amanhã (20), a Caixa começa a pagar a sétima parcela para os trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico nascidos em janeiro. O banco também deposita nesta quarta-feira a sétima parcela para os beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) final 3.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Regras – Pelas regras estabelecidas, o auxílio é pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

Estudo aponta diretrizes para barrar a degradação acelerada de campos e savanas


Pesquisadores de vários países trabalharam cinco anos para produzir um quadro abrangente da situação atual das chamadas grasslands – termo em inglês que designa os biomas formados por campos e savanas, quase todos seriamente ameaçados pela degradação ambiental. Os estudos locais foram complementados por dois workshops presenciais e intensa troca de e-mails entre os cientistas envolvidos.

O resultado foi o artigo Combatting global grassland degradation, publicado na revista Nature Reviews Earth & Environment com a assinatura de estudiosos do Reino Unido, França, Alemanha, Suíça, China, Índia e Brasil.

(mais…)

Avança na Câmara projeto do 14º salário a aposentados do INSS


A proposta que prevê a concessão em dobro do abono anual, o chamado “14º salário”, aos segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em caráter excepcional até 2023 avança na Câmara dos Deputados. A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na sexta-feira (15) o benefício que deverá pago a aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios como morte, doença, acidente ou reclusão.

“A concessão em dobro do benefício poderá estimular a recuperação econômica, tão necessária para a redução do desemprego e da fome, que vêm se disseminando”, afirmou a deputada Flávia Morais (PDT-GO), relatora do substitutivo ao projeto de lei 4.367/20, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS). Flávia incorporou ao texto o apensado (PL 5.641/20).

(mais…)

Adolescente de 16 anos está desaparecida há uma semana na Bahia


A Polícia Civil da Bahia investiga o desaparecimento de Kamille Vitória da Souza Silva, uma adolescente de 16 anos que foi vista pela última vez em 11 de outubro. Kamille saiu da casa da avó, em Conceição do Coité, município localizado a 223 km de Salvador, e teria ido para Feira de Santana. Desde então, a família não tem notícias da jovem.

Kamille teria ficado sozinha em casa depois que seus avós saíram, por volta das 9h. A mãe da adolescente mora em Salvador. De acordo com ela, duas pessoas relataram ter visto sua filha na manhã do desaparecimento.

Uma vizinha contou ter visto Kamille caminhando na rua com uma bolsa pequena na mão. E um motoboy admitiu ter levado a adolescente para a Praça do Mercado, de onde saem vans com destino à Feira de Santana. A última conversa da jovem foi com um amigo, que também entrou em contato com Laise.

Kamille se apresenta nas redes sociais como profissional de marketing digital. E inclusive menciona quanto havia conseguido de lucro. Mas sua mãe, Laise, não acredita que o desaparecimento da filha tenha relação com trabalho.

A jovem não responde amigos e não atende telefonemas há seis dias. Em nota, a Polícia Civil da Bahia informou que um boletim de ocorrência foi registrado na manhã de quarta-feira (13), na 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), do município de Coité. A unidade está apurando o caso.

Informações: Globo.com

Última parcela do auxílio emergencial começa a ser paga hoje (18)


Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.

A sétima e última parcela do auxílio emergencial será paga nesta segunda-feira (18), pela Caixa Econômica Federal. Os primeiros a receber o pagamento serão os beneficiários do Bolsa Família com número de NIS de final 1.

Para o público cadastrado no site e aplicativo do auxílio emergencial, essa parcela começa a ser depositada na quarta-feira (20). As datas seguem o mês de aniversário.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia da Covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.